domingo, 27 de janeiro de 2013

O Incrível Hulk das Montanhas

Este desenho fiz em homenagem ao meu grande amigo e fã de carteirinha do Gigante Esmeralda, Itamir Júnior, proprietário da Academia JR Halteres, situada na travessa 2 do conjunto da Cohab, Gleba 3, Nova Marambaia.

Depois da finalização, brinquei um pouquinho com ele no PS CS6, aplicando uns filtros diretamente, sem muita frescura de camadas e coisas afim.

Desenho "scanneado", cru, ainda sem tratamento digital.

 Desenho tratado no PS, com leve desfocagem ao fundo. Correção/melhoria da Lua.

 Filtro "pintura a óleo".


Filtro "desenho a carvão".

 Filtro que simula desenho vetorial. Ficou mais sinistro porque valorizou as partes escuras.

Não esqueça de clicar nos desenhos para ver em tamanho natural e observar melhor os detalhes.

Material usado:
- Papel Chanson, 180 g/m², tamanho A4. Apesar de ter A3, não tenho usado por não possuir um scanner para este tamanho;
- Lapiseira 0.5mm, com grafite azul;
- canetas nankin 0.4 e 1.0;
- Giz de cera;
- Lápis de cor;
- Pastel macio;
- Marcadores;
- Borrachas diversas.

Trem bão

Tudo bem que não é nenhum super-herói chamado trem, mas é um desenho (dos bons) do meu filho mais velho, Enzo, 5 anos de idade.

É impressionante a velocidade com que ele está melhorando o seu traço. Ao menos aos meus olhos, como pai.

Esse aí não saiu para Jaçanã às 11 horas... 
("só os fortes entenderão": comentarão no Face.... hehehe)

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Wolverine Wild - conclusão

Agora de férias, consegui terminar o Wolverine Wild que fiz dia 22/12/2012.

Espero que gostem!


Passos principais:
1. Esboço em grafite azul, ink em nakin preto;
2. Scanner somente do ink em aramado;
3. Colorização no Photoshop. Fundo feito em rabiscos com vários tipos de pincéis, alternando diversos tons de vermelho com fundo preto.

sábado, 5 de janeiro de 2013

Estudo de cabeça

Rápido estudo de uma cabeça do "Cabeça de Teia", O Amigão da Vizinhança, nosso querido Homem-Aranha.


Passos:
Fiz um rápido rabisco com grafite azul HB.
Dei uma camada de pastel seco vermelho, bem de leve.
Dei uma camada, esta mais grossa, de giz de cera.
Dei uma camada de marcador vermelho.
Pintei as partes pretas com marcador e cinza.
O fundo preto não tem tinta de verdade: usei o Photoshop mesmo.

Na verdade era para estrear minha nova coleção de canetas marcadoras, que chegaram hoje, presente de Natal de minha querida mãe. Isso mesmo, de Natal, graças aos nossos infalíveis Correios, que sabem que todo ano é uma demora puta e não se preparam adequadamente, se é que se preparam. E ainda quando se fala em abrir o setor à iniciativa privada, se enchem de dedos.

Abraços.